"Stream from outer space"

Concebida para o projeto internacional “La Création du Monde”, proposto e organizado pelo IMB − Institut de Musique Expérimentale de Bourges, França, e composta no Studio PANaroma de Música Eletroacústica da Unesp/Fasm em abril de 2001, Stream from outer space é uma obra eletroacústica do gênero acusmático, ou seja, feita para ser difundida por alto-falantes dispostos no teatro, sem presença de intérpretes. Sua duração é de 6 minutos e sua estruturação derivada diretamente do final de Harmonia das Esferas (de 2000, com duração de 34’26”), para sons eletroacústicos octofônicos, obra esta derivada, por sua vez, dos sons eletroacústicos de uma outra que consiste num grande projeto de música eletroacústica mista: Pulsares (1998-2000; duração: 29’02”), para um pianista, orquestra, sons eletroacústicos quadrifônicos e eletrônica em tempo real. Trata-se, pois, de um work in progress no mais genuíno sentido joyciano.

A curva dinâmica que confere a Stream from outer space seu perfil temporal nos remete a certas explosões seguidas de ressonâncias − imagem referencial ao big-bang que provavelmente ocasionara o atual estado do Universo −, em que se fazem ouvir diversos eventos de dimensões temporais distintas. Certas camadas de acontecimentos sonoros se desenvolvem em um tempo largo e extenso, ao mesmo tempo que outros eventos demonstram-se efêmeros e esporádicos, não ocupando mais que certos instantes de nossa percepção e distinguindo-se morfologicamente de forma nítida daqueles que perduram enquanto extensão de sua energia espectral. No decurso desse desenvolvimento simultâneo de temporalidades e durações distintas, uma entidade harmônica, composta de 7 freqüências e responsável por toda a organização da composição, torna-se cada vez mais evidente, enquanto origem e fim, em um só tempo, de todas as coisas, de todos os tempos.

Curiosamente, uma comparação pode ser estabelecida entre esta obra e minha primeira realização eletroacústica de 1985, cuja versão definitiva foi realizada em Colônia, Alemanha, em 1987-1988 sob o título PAN: Laceramento della Parola (Omaggio a Trotskji). Assim sendo, são elaboradas referências textuais a esta obra no decurso de Stream from outer space, ainda que de tal forma integradas e recontextualizadas no novo ambiente composicional que jamais serão percebidas como puras e simples auto-citações.

Existem na obra, assim, 4 pontos estratégicos da composição:

uma direcionalidade não-linear que se desprende e se desenvolve do início ao fim

um pensamento “harmônico” no mais amplo sentido do termo

uma elaboração espacial do ponto de vista estrutural, enquanto demarcação dos acontecimentos simultâneos e paralelos, elaboração esta toda realizada e controlada por computador (a partir do programa CSound)

uma simultaneidade “maximalista” (termo por mim criado em 1983) de gestos e eventos

Tais aspectos caracterizam, em um certo sentido, minha linguagem eletroacústica.

"Stream from outer space" foi estreada em junho passado em Bourges, França, e recentemente executada em Buenos Aires.

Flo MENEZES

Flo Menezes

"Stream from outer space"

Flo Menezes - Zone Vuote (foto:selfie)

Flo Menezes fala sobre sua composição, Stream from outer space.

Flo MENEZES

Menezes estudou Composição na Universidade de São Paulo (USP) com Willy Corrêa de Oliveira. Doutorou-se em 1992, com bolsa do CNPq, pela Universidade de Liège (Bélgica), sob orientação de Henri Pousseur, com tese sobre as origens da música eletroacústica, a obra do compositor italiano Luciano Berio e suas relações com a fonologia estrutural (segundo a ótica de Roman Jakobson). Em 1997, já de volta ao Brasil, realiza sua Livre-Docência, tornando-se um dos mais jovens Livre-Docentes da história da Unesp (Universidade Estadual Paulista), e o primeiro na área da Composição Eletroacústica no país, com tese sobre a Atualidade Estética da Música Eletroacústica, publicada pela Editora da Unesp como obra selecionada pela editora para publicação de trabalhos de docentes daquela Universidade. Em maio de 2011, torna-se um dos mais jovens Professores Titulares da Unesp.

flomenezes.mus.br

© Daniel Murray / ToteMusicais 2015-2016

Criação Samuel Vasconcellos

BRASIL

DM ESTÚDIO

Rua Augusta, 2676

01412-100 São Paulo-SP

T. +55 +11 3062 2976

contato@danielmurray.com.br

TOTEMMUSICAiS

Estrada Mun. do Bairro do Ribeirão do Meio, 2752

13 960-000 Socorro-SP

T. +55 +11 99160 3589

marinilda.b@totemusicais.com.br